Como Aplicar Insulina em 8 Passos e Evitar a Lipodistrofia

Aprender a aplicar insulina de forma correta é essencial para que o paciente de diabetes consiga manter os níveis de açúcar estáveis no sangue. A caneta é o método mais prático e menos doloroso entre os diabéticos, mas a seringa também é muito utilizada. De qualquer forma, há algumas técnicas importantes que o paciente deve conhecer para não prejudicar o tratamento.

Entre essas técnicas, está o rodízio dos locais de aplicação. Isso é importante para evitar a lipodistrofia.

O que é Lipodistrofia?

Lipodistrofia é a criação de nódulos e distorções nos locais onde a insulina é aplicada com muita frequência. Quando isso ocorre, pode haver um comprometimento na absorção da insulina e a eficácia do tratamento é prejudicada.

Como Aplicar Insulina em 8 Passos:

1º Passo: Fazer a assepsia do frasco. Limpe a borrachinha do frasco com um algodão embebido em álcool;

2º Passo: Fazer a homogeinização da insulina, rolando o frasco entre as mãos 20 vezes. Ou então para cima e para baixo, mas sempre com movimentos suaves para não agitar a insulina.

 

3º Passo: Preparo da insulina. Aspire a mesma quantidade de ar que você vai tomar de insulina.

4º Passo: Retire a capa da agulha e apoie o frasco em uma superfície plana. Introduza a agulha através da tampa de borracha do frasco de insulina e injete o ar que está dentro da seringa para dentro do frasco.

5º Passo: Vire o frasco e aspire a quantidade de insulina que você vai tomar. Se aparecer bolhas, deixe a seringa com a ponta para cima e aperte para o ar sair. Caso falte insuline, retorne a seringa ao frasco e complete.

6º Passo: Com a seringa entre os dedos, como se fosse uma caneta, insira a agulha na pele em ângulo de 90º ou 45º conforme orientado.

7º Passo: Retire a agulha da pele e pressione o local suavemente com um algodão seco. Não se deve fazer massagem na região de aplicação, pois isso pode aumentar o fluxo sanguíneo e alterar a absorção da insulina. Tampe imediatamente a agulha com a capa para evitar contaminação a acidentes.

8º Passo: Depois da aplicação, descarte a seringa de forma segura. Use sempre um coletor, que pode ser o que recebe do posto. Uma solução caseira seria descartar a seringa dentro de uma embalagem com plástico duro, como o de um amaciante.

 

Observações:

– A aplicação da insulina não deve deixar a pele roxa e nem hematomas. Caso isso ocorra, significa que a técnica de aplicar insulina não está correta.

– Deixe a insulina que está em uso fora da geladeira 15 minutos antes para evitar dor e irritações durante a aplicação.

– Existem ainda outras formas de aplicação de insulina, como a caneta e as bombas de insulina, que são práticas e fáceis de usar.

Onde Aplicar a Insulina

É importante fazer rodízio na aplicação de insulina. Ou seja, aplicá-la em locais diversos para evitar a lipodistrofia. A insulina pode ser aplicada nos seguintes locais:
– Parte externa da coxa;
– Barriga: 3 dedos ao lado do umbigo;
– Glúteos: região superior externa;
– Braços: Área posterior;

Importante: A insulina trata o sintoma da diabetes e não a causa. Para controlar o diabetes naturalmente, sem uso da insulina, é necessário aprender a se alimentar corretamente. Para mais informações, conheça o Programa Diabetes Controlada do Dr. Rocha.